Share
ShareSidebar





Entre pequenos e grandes momentos o mundo tornou-se solitário. Parece que de tanta busca por algo que enchesse, apercebo-me que depois de uma noite escura em que procurei de varias e diversificadas formas uma felicidade que acima de tudo foi momentania.
Vou contar um conto. Era uma vez um reino, ou melhor, um império, onde um grande e poderoso imperador dominava um grande número de reis. A realidade é que o imperador não era mau, tinha trazido paz e prosperidade, conhecimento e poder, a todos os que eram o seu povo.
Esse imperador conseguíra tudo, um império forte, defendido de grandes medos da humanidade, tinha trazido a paz e a felicidade aquela terra.
Mas o imperador não era feliz, tornara-se duro com as emoções para ser racional, perdera o espírito entre lutas pelo correcto para todos e o feliz para si. Ai, como era triste aquela sorte, ser amado por todos e na ter sentido. Sabem o sentido deste homem custou-lhe muito. Procurar por vários caminhos tão errados e tão penosos que a sua alma quase morrera. Mas o imperador conseguiu. E encontrou a paz no fundo do túnel.
A história é fraca mas tem muito que dizer. A vida só tem sentido com algo que nos transcende, na chega o poder, a força, é preciso acreditar em algo que nos supera. Todos percebem o que quero dizer, Deus supera-me e dá-me força. Na tenho mais que dizer, estou entorpecido, pouco racional, muito espiritual.
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Pedro disse...

LOOOL
tu tens cada uma...estas muito intropecido...heheheh...andaste a ouvir o que?...taizé?...
sim precebi a mensagem!!! heheheehehhe
muito bem
deves a creditar no k te transcende para superares esta fase menos boa da tua vida!!!
força!
tou aki po k precisares!!!
hehehehe
um abraço!

juliana disse...

gostei do na em "por todos e na ter sentido" lool;)