Share
ShareSidebar


Um mundo de aparências...




E quando o mundo se vira ao contrário, como diz a música dos xutos e pontapés, parece que as coisas se perdem todas, porque nós somos educados a viver numa forma regular, ao que chamamos normal.
Ora todos nós temos segredos, segredos que fogem à nossa normalidade, segredos que se escondem por detrás de acções aparentemente normais, as aparências.
Todos nós mantemos as aparências, acções que apresentamos como louváveis à sociedade, e sabem, as aparências são necessárias mas não são tudo.
Quantas vezes esboçamos um sorriso e cá dentro na nossa cabeça estamos a praguejar para quem está à nossa frente. Quantas vezes acatamos as ordens dos nossos superiores, e quando lhe viramos as costas só queremos que eles morram porque nos deram uma tarefa desagradável.
Mas sabem, as aparências podem esvaziar uma vida. Vivemos de acordo para manter uma máscara social, e depois estamos esvaziados por dentro, tronamo-nos dissimulados fracos de espírito. O que interessa é aquilo que os outros acham de nós e não aquilo que nós achamos de nós. Ora sem uma estrutura de valores e condutas, porque o importante é adaptar-se ao habitat que nos rodeia.
Assim não somos ser humanos, mas sim animais que vivem em sociedade, tipo gorilas.
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

juliana disse...

acho que me assemelho mais a um chimpanzé.LOL (os meus comentários andam cada vez mais estúpidos)