Share
ShareSidebar


A escocesa...





Tinha uma cara tão triste! O vento fazia os seus cabelos voarem! O seu rosto estava coberto de lágrimas!
Era uma mulher sem pátria, sem luz de futuro! Estava sentada num rochedo situado num pico de uma falésia. Lá em baixo o mar castigava as pedras. Atrás dela os campos verdes de relva, de uma relva que dançava com o vento.
O céu estava negro e prenunciava uma tempestade. Mas porquê choras tu escocesa? Que mal o mundo te fez? Eu não sei e quero saber, porque ao ver-te chorar as lágrimas me enchem os olhos!
Deixa-me aproximar de ti e dizer-te que não é o fim. Afirmar te com uma jura que o sol à de voltar! E não tenhas medo! Eu não te vou mentir.
Ó escocesa!!! Se outros te mentiram, eu não mentirei! Se outros não viram tua dor, eu vejo. E que dor! Donde vem ela, escocesa? Morreu-te um filho nesse mar salgado, ao qual juntas tuas lágrimas? Ou teu marido está distante? Na guerra talvez.
Vê como esse mar que está frente a ti vai e vem! Tudo que um dia foi também volta! O que nos roubam à de voltar! Esquece o mundo vil, ou as nuvens negras. A vida é sempre uma luta subtil, como vês nessas vagas! Como já os antigos diziam: água mole em pedra dura tanto bate até que fura.
Porque te levantas escocesa!!! Que vais fazer? Queres ver melhor o mar, talvez. São belas as suas cores, não são! Mas não te inclines muito. O vento é grande, seja cá fora ou no teu coração!
Não saltes!!!
Onde estás escocesa? Porque perdeste a fé?
E assim lá foi a escocesa! Que chorava numa rocha, os males que o mundo lhe fez!



Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Flores Online disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Flores Online, I hope you enjoy. The address is http://flores-on-line.blogspot.com. A hug.