Share
ShareSidebar


Coração de hoje



Só na noite entre as árvores e os grilos. A rua onde passam os carros, já raros, iluminada por uma luz fraca e a lua no céu vigiando os amantes. O meu amor por aí e eu num campo onde também árvores e os grilos numas tocas debaixo da terra.
Falem os mortos agora porque é noite e o meu amor num lugar que desconheço. Ao fundo a casa onde vejo o tempo correr e pesar nos olhos quando é noite e uma lágrima foge, essa desrespeitosa emancipação do coração.
Quando a noite vem e ninguém aqui sobra um desejo pintado em letras que juntas fazem sentido. Não falo do amor. Ele não se deixa falar. Sento-me debaixo da lua e imagino os mortos calados, porque a vida faz sentido. É quando se toca alguém que a vida faz sentido.
Hoje, percorro o caminho onde andam os carros, de longe a longe, e estou inevitavelmente só. À noite peço, dá um beijo ao meu amor.
A lua já tratou de guardar o pedido,
só falta vir um ...
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

BM disse...

Excelente!!!! Gostei imenso!!!! =)

Abraço

Bm